10/03/2016

SQUASSONI BUSCA APOIO DA PF PARA O COMBATE AO ROUBO DE CARGAS

Segundo a Federação Nacional das Associações de Caminhoneiros e Transportadores estatísticas que apontam redução de ocorrências não correspondem à realidade

Brasília (DF) – O aumento do roubo de cargas registrado por associações de classe motivou o presidente da Frente Parlamentar Mista de Combate ao Roubo de Cargas, deputado federal Marcelo Squassoni (PRB/SP), a procurar o diretor-geral da Polícia Federal (PF), Leandro Daiello, nesta quarta-feira (09), em Brasília. De acordo com a Federação Nacional das Associações de Caminhoneiros e Transportadores (FENACAT), só na Rodovia Fernão Dias, que corta São Paulo Minas Gerais, o aumento de roubo de cargas e caminhões aumentou 51% de 2014 para 2015.

Acompanhado da representante da FENACAT, Virgínia Laira, e dos dirigentes das associações em defesa das empresas de transporte e dos caminhoneiros, o parlamentar buscou apoio da PF no sentido de dar continuidade aos trabalhos de combater o roubo de cargas no país.

Squassoni detalhou ao diretor os problemas no setor e seus reflexos, inclusive na economia, e pediu apoio para dar encaminhamento nas propostas de combate a esse tipo de crime, objetivo ao qual a Frente Parlamentar se propõe. “O Executivo precisa regulamentar a Lei nº 121/2006, que cria o Sistema Nacional de Prevenção e Combate ao Roubo de Cargas, além de disponibilizar um banco de dados único capaz de reunir estatísticas dos municípios de todos os 26 estados e do Distrito Federal”, defendeu o parlamentar.

Daiello não só se colocou à disposição do grupo como sugeriu algumas medidas preventivas para combater o problema. “Se as Secretárias de Segurança Pública estaduais não tiverem dificuldades para informar as características desses roubos, como as principais regiões afetadas pelo problema, por exemplo, a PF pode tranquilamente confrontar as informações para chegar nesses criminosos. Outra medida seria articular um trabalho forte junto à Polícia Rodoviária Federal (PRF) e sugerir que sejam colocadas câmeras nos postos de combustível com acesso direto as bases da PRF”. Um acordo com países vizinhos, no sentido de receber informações sobre os caminhões roubados, também foi debatido na reunião.

Contradição
Segundo a representante da FENACAT, a informação de que o crime está diminuindo no Brasil não corresponde com a realidade. “Os índices que nós temos mostram que tanto o roubo de cargas quanto o de caminhão estão diminuindo. Só que quando a Federação faz uma confrontação dos dados repassados pelas seguradoras e empresas de transporte você percebe que só na Fernão Dias aumentou do ano retrasado para o ano passado em 51%”.

O grupo ficou de encaminhar um levantamento completo ao diretor-geral da Polícia Federal, incluindo principais pontos de roubo, tipos de carga, entre outros. A partir de então, Daiello comprometeu-se a dar início às medidas sugeridas na reunião.

Mais informações:
Assessoria de Comunicação Deputado Marcelo Squassoni
Samanta Flor - (61) 3215 5550
Tadeu Ferreira Jr. - (13) 99133-8813